quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

DEU NA VEJA: CAUCAIA É CONSIDERADA A 9ª PIOR CIDADE DO BRASIL

A empresa de consultoria econômica e financeira Delta divulgou o BCI 100, o ranking das cem melhores e das cem piores cidades brasileiras. Única representante de Mato Grosso na lista, Várzea Grande figura como a quinta pior cidado do país.
Caucaia - Ceará
O levantamento combina a análise de áreas como educação, saúde, taxas de violência, qualidade dos domicílios, receitas e despesas per capita, desigualdade e eficiência da gestão. “O foco principal é, sem dúvida, as condições de vida local”, resume um trecho do estudo.
Santos aparece em primeiro, com Belo Horizonte e Jundiaí no segundo e terceiro lugares, respectivamente. O mesmo trio liderou o ranking do ano passado, o que consolida o resultado da pesquisa. Belo Horizonte e Curitiba são as únicas capitais a figurarem entre as dez melhores. Na outra ponta da lista, está a Duque de Caxias, a pior entre todas as analisadas, seguida pelas “menos piores” Belford Roxo e Porto Velho. As duas fluminenses também mantiveram a posição de 2014 (confira as demais colocações mais abaixo).
“Apesar dos ganhos na qualidade de vida da população brasileira, particularmente daquela residente em centros urbanos, ainda são observados desafios imensos na oferta de infra estrutura física e social, em especial, para a população mais carente. Neste início de século elas podem e devem ser utilizadas como instrumento para o desenvolvimento sustentável do país”, diz outro trecho do estudo.
A avaliação da Delta é a de que a seleção natural cunhada por Charles Darwin também se aplica às cidades. Sua capacidade de adaptação é determinante para seu desenvolvimento. Entre as medidas que a empresa considera benéficas estão a elaboração de planos municipais estratégicos, sólida estrutura de gestão, alianças como consórcios e parcerias público privadas (PPPs) e criação de políticas de incentivo.
Conheça abaixo as vinte melhores e as vinte piores cidades do país, de acordo com o ranking BCI 100:
AS MELHORES:
1º) Santos (SP)
2º) Belo Horizonte (MG)
3º) Jundiaí (SP)
4º) Blumenau (SC)
5º) Campinas (SP)
6º) Mogi das Cruzes
7º) São Bernardo do Campo (SP)
8º) Curitiba (PR)
9º) Santo André (SP)
10º) Mauá (SP)
11º) Florianópolis (SC)
12º) Bauru (SP)
13º) Uberlândia (MG)
14º) Rio de Janeiro (RJ)
15º) Porto Alegre (RS)
16º) Goiânia (GO)
17º) São Paulo (SP)
18º) Diadema (SP)
19º) Vitória (ES)
20º) Brasília (DF)
AS PIORES:
1º) Duque de Caxias (RJ)
2º) Belford Roxo (RJ)
3º) Porto Velho (RO)
4º) Ananindeua (PA)
5º) Várzea Grande (MT)
6º) Macapá (AP)
7º) Vitória da Conquista (BA)
8º) Maceió (AL)
9º) Caucaia (CE)
10º) Santarém (PA)
11º) Camaçari (BA)
12º) Caruaru (PE)
13º) Rio Branco (AC)
14º) Feira de Santana (BA)
15º) Ribeirão das Neves (MG)
16º) Ponta Grossa (PR)
17º) Gravataí (RS)
18º) Olinda (PE)
19º) Cariacica (ES)
20º) Manaus (AM)
O ranking é baseado em dados coletados em diversas fontes, como Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ministérios das Comunicações, Fazenda, secretaria da Juventude, Conselho Nacional de Medicina e de Odontologia.

OBS: ISSO É HERANÇA DO PREFEITO WASHINGTON GOIS



quinta-feira, 4 de junho de 2015

SE A ELEIÇÃO PARA PREFEITO FOSSE HOJE ZÉ GERARDO ARRUDA VENCERIA NO PRIMEIRO TURNO EM CAUCAIA

Zé Gerardo Arruda
Numa enquete realizada pela TV Caucaia perguntando quem seria o próximo prefeito de Caucaia, entre dez nomes de políticos caucaienses, Zé Gerardo Arruda obteve 52% (cinquenta e dois por centos) dos votos. Veja a relação e o resultado da enquete:

ZÉ GERARDO ARRUDA, OBTEVE 52% (CINQUENTA E DOIS)

DEUSINHO FILHO FICOU COM 21% (VINTE E HUM)

INÊS ARRUDA CONSEGUIU 14% (QUATORZE POR CENTO)

SILVIO NASCIMENTO OBTEVE 5% (CINCO POR CENTO)

AMÉRICO ROCHA CONSEGUIU 3% (TRÊS POR CENTO)

NAUMI AMORIM FICOU COM 3% (TRÊS POR CENTO)

PAULO GUARRA OBTEVE 1% (HUM POR CENTO)

EDUARDO PESSOA CONSEGUIU 1% (HUM POR CENTO)

BAIANO XIMENES NÃO ATINGIU 1%

JUAREZ ALBUQUERQUE TAMBÉM NÃO ATINGIU 1%

OBS: A ENQUETE FICOU UM MÊS NO AR E 3.851 INTERNAUTAS VOTARAM.


COMO ESTAVA ESTABELECIDO OS DOIS ÚLTIMOS SAIRÃO E ENTRARÃO DOIS NOVOS, QUE SÃO: DANILO FORTE E LIA GOMES, PARA A NOVA ENQUETE. PARTICIPE, VOTE!


sábado, 30 de maio de 2015

EDUCADORA DE TRÂNSITO DE CAUCAIA FAZ UM BALANÇO DAS ATIVIDADES DO "MAIO AMARELO"

AUGOSTINHO FERREIRA PEDE LICENÇA POR 90 DIAS DA CÂMARA DE CAUCAIA SEM REMUNERAÇÃO

JUSTIÇA DETERMINA CRIAÇÃO DE 150 LEITOS DE TERAPIA INTENSIVA NO CEARÁ

Dentro de quatro anos, o sistema público de saúde do Ceará deverá ter 150 novos leitos de unidades de Terapia Intensiva (UTI), no mínimo. A determinação da Justiça, em caráter liminar, atende à ação civil pública da Defensoria Pública da União (DPU) no estado. 
Por decisão do juiz da 2ª Vara da Justiça Federal no Ceará, Jorge Luís Girão Barreto, União, Estado e os municípios de Fortaleza e Caucaia são obrigados a incluir em seus planos de governo a criação de, no mínimo, 35 leitos de UTI por ano. 
Segundo o defensor público Filippe Augusto, a ação civil pública é resultado de longa investigação iniciada no fim de 2013, a partir das demandas individuais na DPU de pessoas por leitos de UTI. Ele disse que “a procura por leitos de UTI é a principal demanda da saúde no estado: corresponde a 10% de todos os atendimentos na área de saúde. Percebemos, então, que não adiantava solicitar UTIs individualmente. Era preciso buscar uma solução em larga escala. A carência é inquestionável, mas não sabíamos qual o tamanho dela. Solicitamos informações às secretarias e às várias entidades ligadas à saúde”. 
Augusto explica que a definição da quantidade de leitos a serem solicitadas na ação veio da observação do número de pessoas na fila de espera. Durante 2014, houve momentos em que 150 pessoas aguardavam por um leito de UTI no Ceará. 
Na decisão, o juiz Jorge Luís Girão Barreto determina que a União deve cobrar do governo do estado e dos municípios de Fortaleza e Caucaia a apresentação das leis orçamentárias e de procedimentos licitatórios para a construção dos novos leitos de UTI e editais de concursos ou outros processos seletivos para a contratação de profissionais para atuar nesses leitos. A partir desses dados, a União deverá elaborar relatório e apresentar à Justiça a cada 90 dias. 
Em nota, a Secretaria da Saúde do Ceará informa que deverão ser abertos 90 novos leitos de UTI ainda este ano. Serão 60 leitos no Hospital Regional do Sertão Central, em Quixeramobim, e mais 30 a serem contratados na rede complementar. 
O governo do estado programa, ainda, a criação de mais 70 leitos nos próximos três anos com a construção de hospitais regionais de Maracanaú (região metropolitana de Fortaleza) e do Vale do Jaguaribe (para atender os municípios de Limoeiro do Norte, Russas e Morada Nova, no leste do estado). 
A Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza informou que ainda não foi notificada sobre a decisão judicial. O secretário da Saúde de Caucaia, Deusinho Filho, disse que também não foi notificado, mas promete cumprir a decisão judicial.

Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 12 de maio de 2015